quinta-feira, 11 de outubro de 2012

Reporte de Campanha: A Torre da Feitiçaria Parte Final

Finalmente de volta! Hoje trazendo mais um reporte de campanha, o fim da primeira aventura da campanha que meu grupo está construindo. Tudo está correndo muito bem e trazendo o divertimento para todo mundo do jeito que tem que ser. Este reporte baseado nas anotações de um dos jogadores, o Luandy, por isso, deixo meus agradecimentos especiais a ele.



Personagens:

Gimli (Luandy): Um jovem e rabugento anão guerreiro, que abandonou sua terra por vontade própria, depois que o seu mentor, um poderoso general, foi humilhado por um outro general anão que tomou o seu lugar. Desde esse tempo, ele seguiu à procura de situações que mostrasse ao mundo o seu valor.

Vulkaine (Eduardo): Uma maga humana órfã e filha de magos, descendente de uma linhagem  antiga, estudante de magia nas horas vagas; trabalhadora e moradora de uma taverna para sobreviver. Uma jovem franzina, porém inteligente, a espreita da oportunidade de situações que a levem a mais conhecimento dos estudos arcanos e dos mistérios que cercam sua família.

Icarus (André): Guerreiro humano  que por contestar o comportamento homicida do seu rei desertou do exército, tornando-se confrontador das atitudes reais e um grande opositor da monarquia, o que fez com que ele se tornasse um suspeito de traição. Ameaçado de morte, exilou-se e se tornou   um  errante pelos confins da terra.

Proposta da Aventura: A proposta central da aventura era simples, os personagens deveriam ir na torre de um mago chamado Iscar e acabar com ele e com a tribo de Kolbolts aliadas à ele; pois o mago com tal tribo seria o responsável por  uma série de saques e roubos acontecidos  na rota comercial que trespassa o pequeno povoado de Lult. Além disso, os personagens deveriam recuperar uma joia perdida pelo barão Klult, o promotor de tal empreitada. Porém os jogadores falharam nas duas primeiras tentativas, o que os levou a essa terceira e última empreitada de por um fim ao domínio de Iscar.

Resenha da Aventura: Depois de conversarem com o barão Klult e saber que a maga Vulkaine demoraria mais em sua biblioteca, seguiram para a torre Icarus e Gimli, juntamente com o soldado do rei, que ficou sendo chamado de Ulf. Depois de seguirem pelo familiar caminho do complexo de cavernas, os personagens chegaram a entrada da torre, que ao contrário das últimas vezes, parecia não esconder nenhum perigo, contudo, apenas parecia, pois logo se materializou perante o grupo duas aparições.
O combate contra os mortos vivos foi terrível, os ataques das aparições fizeram o grupo sofrer perdendo parte do vigor da própria vida, mas por astúcia e afinco Icarus, Gimli e Ulf com suas armas e a ajuda do fogo levaram ao fim as ameaçadoras criaturas.
Uma luz incrível e quente começou a se materializar logo depois do combate, sem pensar duas vezes Icarus prepara sua espada e ataca prontamente a luz, o que o faz sentir um calor terrível na mão quase o queimando; da luz materializa-se então Vulkaine que se assusta com o repentino ataque, por sorte, um ataque ineficaz graças  ao processo mágico do teleporte que a trouxe.
Adentrando a torre, na sala das prisões, Icarus logo percebe a movimentação do corpo do ogro, morto na última visita a torre, o que o leva a atacá-lo sem demora decepando-o os membros, junta-se a ele o anão Gimli e assim põe-se um fim prematuro ao ogro zumbi que estava a se levantar.
Após o estranho combate com o ogro, os aventureiros seguiram pela bizarra escada que aparentemente não tinha fim, acharam o dispositivo de teletransporte e passaram para o outro lado da escada chegando rapidamente na penúltima sala, a sala da armadilha.
Nesta sala, os aventureiros conseguiram travar as lâminas, graças a grande ideia de Icarus de pedir ao barão Klult duas barras de ferro resistente possibilitando a passagem segura de todos os heróis.
Com a passagem da sala da armadilha, os personagens seguem em frente e dão de encontro com a a porta da sala do mago, protegida com uma poderosa magia, porém isso não foi grande problema para a maga Vulkaine que usando de sua magia abriu a porta permitindo a a entrada de todos na tenebrosa sala.
Dentro da sala os heróis não veem nenhum inimigo exceto estranhas criaturas dentro de grandes  vidros, de repente o mago e dois zumbis surgem do nada e o último combate da aventura se inicia. A batalha é épica com o mago se protegendo por trás dos zumbis, mas sendo atingido por Gimli e Icarus, Hulf ataca um dos zumbis e deixa o mago mais vulnerável.
Iscar então liberta as criaturas dos cilindros e complica ainda mais a batalha, que logo começam a atacar todo o heróico grupo, Vulkaine desfere seus golpes contra as terríveis criaturas que aparentam ser aparições, o combate é dramático e o seu fim incerto, apesar do mago Iscar ser frequentemente atacado pelos aventureiros.
Em um desfecho épico os aventureiros acabam com o mago e seus asseclas, com destaque para Icarus que decepou a cabeça do mago e Vulkaine que usando seu próprio sangue conjurou uma magia queimando-o todo seu corpo, vitória foi do grupo, mas esta foi dramática , pois Ulf morreu graças aos ataques dos zumbis e Icarus saiu da torre quase carregado. 

Minhas Conclusões: O grande final da aventura foi incrível, os jogadores se saíram muito bem com momentos épicos e extremamente divertidos, confesso que me decepcionei com meu azar nesta sessão, entretanto, tirando isso, tudo saiu do jeito que deveria sair, ou seja, diversão para mim e para cada um dos jogadores.