segunda-feira, 26 de agosto de 2013

Reporte de Campanha: o estranho lar parte final









Olá senhoras e senhores! Estou eu mais uma vez por aqui para compartilhar com vocês as últimas novidades da minha campanha, que acaba de retornar. Na última sessão encerramos um arco de histórias e tivemos a despedida de um dos personagens, ao menos por enquanto. Infelizmente, estamos com um pequeno problema de frequência, por causa disso, nosso grupo reduziu de seis para dois. Porém continuamos firmes.

Para ler o resto de nossas aventuras acesse esse link  http://falandoderpg.blogspot.com.br/search/label/Reporte%20de%20Campanha

Personagens

Gimli (Luandy): Um jovem e rabugento anão guerreiro, que abandonou sua terra por vontade própria, depois que o seu mentor, um poderoso general, foi humilhado por um outro general anão que tomou o seu lugar. Desde esse tempo, ele seguiu à procura de situações que mostrasse ao mundo o seu valor.

Vulkaine (Eduardo): Uma maga humana órfã e filha de magos, descendente de uma linhagem  antiga, estudante de magia nas horas vagas; trabalhadora e moradora de uma taverna para sobreviver. Uma jovem franzina, porém inteligente, a espreita da oportunidade de situações que a levem a mais conhecimento dos estudos arcanos e dos mistérios que cercam sua família.

Icarus (André): Guerreiro humano  que por contestar o comportamento homicida do seu rei desertou do exército, tornando-se confrontador das atitudes reais e um grande opositor da monarquia, o que fez com que ele se tornasse um suspeito de traição. Ameaçado de morte, exilou-se e se tornou   um  errante pelos confins da terra.


Beren ( Sandino): Um elfo errante em busca de respostas para o extermínio de sua tribo, seu principal objetivo é a recuperação do grande tesouro do seu povo, uma antiquíssima joia possuída por estes elfos há gerações.


Erestor ( Silas): Um guerreiro errante capturado por Orcs e levado prisioneiro para ser escravo em uma mina, que se viu no meio de um terrível embate na sua curta estadia no cativeiro.


Luís Matheus ( Sidney): Um jovem mago de apenas 15 anos que se viu na maior enrascada da sua vida, preso por orcs, sendo maltratado e forçado a cavar em uma estranha mina em uma terra distante.

Proposta da Aventura: A ideia da última sessão era concluir o arco de história com o combate contra o Shoggoth e depois decidir entre seguir os anões escravizados para suas terras ou ir até a terra do personagem Icarus para investigar possíveis ligações de um nobre de lá com a seita Enviado de Deus.

Resenha da Aventura: Neste dia só estiveram presentes Silas ( Erestor) e Sandino ( Beren), resolvemos então dividir os personagens faltosos e os NPCS anões,  cada um  controlou um grupo de personagens no combate e interpretou seus próprios personagens também.
A aventura não foi muito longa no que toca a narrativa, Erestor avisou ao grupo o que estava ocorrendo e todos se prepararam para a batalha. Rapidamente, a imensa criatura saiu de dentro da mina e se dirigiu para próximo dos personagens.
Tão logo a viram o combate começou, contudo, os primeiros golpes foram infrutíferos. Ao chegar próximo do grupo de aventureiros, a aberrante criatura relevou que aquilo era só o começo, pois os selos haviam começado a serem abertos e aquele era o primeiro.
A batalha foi terrível, os heróis estavam a cada momento mais próximos da morte, entretanto, eles não recuaram e investiram contra o shoggoth. Icarus com sua espada, Erestor com sua lâmina, Vulkaine e Luíz com mágica, Gimli com um arco e os outros anões com picaretas.
Enquanto isso, Beren esgueirava-se para buscar um barril de óleo, além de material para combustão, afastando-se do combate e indo até um dos galpões utilizados pelos orcs.
No combate as coisas não estavam boas, dois dos anões foram engolfados e mortos, Erestor ficou gravemente ferido, juntamente com Luís,  Gimli entrou em uma espécie de estado de perplexidade e Icarus não aguentaria levar o combate sozinho.
Quando a derrota parecia certa, Beren surge e acaba por colocar fogo na criatura com uma espécie de bomba, ela então pegou fogo e por causa dos ferimentos já sofridos caiu por terra, tornando-se uma espécie de estátua para o alívio de todos.
Após o combate, os anões enterraram seus mortos e afirmaram que aquela terra talvez nunca viesse a se tornar a mesma. Beren comunicou que não mais seguiria o grupo, mas cuidaria do seu antigo lar e ficaria com a posse da joia também, o elfo formou com os anões sobreviventes uma aliança e prometeu amizade entre as raças naquele local.
O grupo acatou a decisão de Beren e resolveu ficar com ele naquele local até que as feridas fossem curadas e eles pudessem decidir para onde iriam.
Minhas Conclusões: A aventura foi boa, mas poderia ter sido um pouco melhor se eu tivesse me empenhado um pouco mais. Tudo bem, eu fui atrapalhado por alguns imprevistos,mas isso não deveria ter me influenciado tanto. Infelizmente, não foi possível decidir que caminho seguir neste dia, pois só havia dois jogadores e um deles não mais continuaria a jogar.

Até mais pessoal, abraço!