segunda-feira, 8 de março de 2010

Flashbacks Uma Estrada de Oportunidades

Bem depois de ler uma matéria chamada mestrando com teoria da literatura no blog   A Estrada Não Trilhada, o qual tem um link aqui no falando de rpg, eu me inspirei a escrever um pouco sobre o flashback, uma ferramenta usada em filmes e livros, mas que pelo menos nas mesas que joguei foi pouco usado.
O flashback é uma volta ao passado, através de gatilhos que fazem a mente resgatar lembranças esquecidas ou reprimidas,uma revivencia de situações que um dia marcaram de algum modo o individuo que as viveu.
Dessa maneira vejo nesta ferramenta uma ótima janela para momentos de reviravoltas, surpresas, auxilios ou complicações inesperadas numa sessão de jogo,ou seja, o flashback poderia ser muito bem comparada a um coringa seja este usado para o bem ou para o mal.
Pelo jogo de RPG em si ser bem versátil o flashback toma também um pouco dessas caracteristicas( mesmo que a narrativa não seja compartilhada por todos e o jogo seja jogado da maneira mais tradicional com apenas o mestre narrando as situações sem uma participação mais forte dos jogadores nas diretrizes dos desafios) isso ocorre porque tudo está firmado na interpretação e o falshback é um instrumento de interpretação que permite ao jogador tocar um pouco na narrativa do mestre( e se este for legal tolerará o uso dessa ferramenta e quem sabe até premiará o jogador que usou de forma  criativa) e assim sentir um pouco do gostinho dar o tom de certas situações, de modo que possa se beneficiar das lembranças esquecidas de seu personagem.
Contudo, os jogadores não devem usar o flashback sempre, pois isso causará o desgaste do recurso e a perca de seu efeito dramático, em palavras mais diretas os jogadores não devem dizer coisas do tipo:  MESTRE: "Vocês encontram uma criatura horrenda cheias de olhos e bocas que sussurra maldições sem sentido"
JOGADOR :" De repente eu me lembro de uma situação na academia arcana, onde meu professor ensinou algo sobre o ponto fraco dessas criaturas chamadas ...."
Tudo bem que eu exagerei um pouco no exemplo, mas dá para entender o que eu quiz dizer,  o mesmo conselho eu deixo para os mestres, não é porque o personagem do jogador foi atacado por aranhas quando pequeno que toda vez que ele for enfrentar tais criaturas suas lembranças irão  atormentá-lo.
Acho que o flashback deve ser usado usado com parcimônia e de uma forma que prorcione momentos dramáticos e heróicos não apenas bonificações e penalidades, para mim o uso dessa ferramenta deve ser primeiramente pensado como mais um macete interpretativo que aprimore momentos de tensão de forma que as coisas não saiam muito da linha ( ou se for o caso que saiam mesmo hehehehehehehe) fica a minha dica por favor comentem falem de suas experiências e me digam o que acham

Um abraço até breve e vamos jogar RPG!