quarta-feira, 3 de agosto de 2011

Lugares Fantasticos & Inusitados III: Aventuras Sub-Aquáticas

Olá jogadores e jogadoras hoje venho trazer a ultima parte de uma trilogia de artigos que comecei a escrever há algum tempo, artigos estes que falam sobre alguns lugares inusitados onde se poderia narrar aventuras, lugares que pouco aproveitamos ou que nunca nos passaram pela cabeça. Neste post apresentarei minhas ideias sobre aventuras no fundo do mar.
A primeira coisa que me chama a atenção nesta ambientação é a dificuldade que o próprio ambiente impõe dentre elas  a que mais salta os olhos é a incapacidade de respiração, depois dessa temos talvez a mobilidade e a conservação de itens perecíveis, como se pode ver apenas esses três fatores poderiam já nos trazer ganchos para campanhas de sobrevivência ou dependendo do caso de terror psicológico.
Mas, tomemos a perspectiva de uma campanha ou aventura de gênero heroico,  o que nos levaria as conclusões de que os personagens não passariam por apertos para respirar, no entanto poderíamos continuar com as duas outras premissas, ou ao menos com aquela que trata da conservação de itens perecíveis, para assim se ter um pouco de heroísmo dramático.
Temos então uma ideia que poderíamos desenvolver transformando uma necessidade em uma aventura, ou seja, a manutenção de certos itens ou a substituição deles por outros mais adequados, entretanto o leque é muito maior do que esta pequena janela, de fato aventuras sub-aquáticas nos abrem caminhos incríveis.
Os personagens podem estar por exemplo no meio de uma guerra milenar entre dois povos submarinos e serem aqueles que cumprirão a profecia de paz, sendo trazidos para os reinos aquáticos de maneira acidental. Além disso eles podem ser náufragos e descobrirem que a tempestade que destroçou a embarcação não foi natural e sim causada por um mago do povo submerso, o que os leva a ter de impedi-lo. Outra opção é a busca por uma relíquia perdida entre as ruínas submersas de uma fortaleza ou algo do tipo, enfim como se percebe diversas são as opções que se pode ter debaixo das águas.
Outro ponto que se deve ter em mente são as limitação que a ambientação condiciona aos personagens, faça-os saber que estão debaixo da água e que as coisas não são como em terra seca, magias elementais devem ser alteradas, dessa maneira as magias de fogo perdem força e aquelas que usam eletricidade podem ser encaradas como armas de destruição em massa, itens mundanos como tochas devem ser inutilizados, não esquecer também que a linguagem é um ponto que pode ser trabalhado de várias formas, desde maneira mais ortodoxa até a permissão da fala normalmente.
Para finalizar, abuse da estética, mas claro sempre mantendo a lógica, a ideia aqui é fazer uma aventura ou campanha diferente da habitual, então mude tudo desde o material de decoração de um determinado local visitado, material este que pode ser feito a base de conchas, corais e algas, até as criaturas que devem ser enfrentadas, para uma melhor imersão e vale ressaltar que não é preciso criar nada do zero apenas trocar o nome dos poderes e das criaturas assim como sua aparência.


Bom pessoal por hoje é só espero os comentários e logo abaixo estão os links dos outros dois posts.


Lugares Fantásticos e Inusitados I: Mundo dos Sonhos

Lugares Fantásticos e Inusitados II: Locais Fantasmas