sexta-feira, 4 de setembro de 2015

Viagem Pelas Montanhas Místicas

Olá senhores e senhoras! Nós estamos de volta e dessa vez, retomaremos um hábito antigo que fez bastante sucesso por aqui durante os anos de 2012 e 2013:  poemas com temáticas ligadas aos jogos de RPG.

A ideia de volta a postar estes poemas surgiu essa semana lá na página do Falando de RPG ( se ainda não curtiu não perca tempo https://www.facebook.com/FALANDO DE RPG) quando postamos alguns versos junto com uma imagem. A postagem foi bem popular, alcançando um grande número de pessoas, então como já era uma prática fazer isso no blog, decidimos voltar com tudo.

Enfim, dadas as devidas explicações, vamos ao post!



Viagem Pelas Montanhas Místicas

Salões secretos e civilizações perdidas,
Entre as montanhas, trilhas esquecidas
Onde fantasmas sussurram velhas histórias
E os tolos dizem "rochas não têm memórias"

O silêncio naquele lugar é aterrador,
Não se escuta nem mesmo os corvos
E a canção do vento assombra aventureiros.
Lá, nas Montanhas Místicas, vive o medo.

Oh! Quem se atreverá?
Árdua escalada os incautos irão enfrentar
Oh! Quem negará?
Todos sabem que a loucura mora por lá

O caminho mais curto pode dar trabalho
E naquelas montanhas este ditado não é falho.
O perigo é vivo, o perigo é alto.
Muitos foram, mas poucos voltaram.

Naquelas bandas, é certo, repousa 
Toda sorte de coisas estranhas.
Ante dificuldade tamanha
é sensato quem contorna a montanha.

Oh! Quem será dessa vez  a pobre alma,
Que se fará novo motivo para as lágrimas?
Oh! Quem poderá tomar aquela estrada?
À morte aquelas montanhas estão consagradas