quarta-feira, 7 de julho de 2010

De Mestre para Mestre: Como Melhorar suas Narrações part 2

Bem Senhores depois de um papo com o Erick do Rpg do Mestre estamos agora com as respostas do Leonardo do blog Crônicas Lendárias então sem mais demoras vamos ler as palavras de mais um de nossos entrevistados

1- O QUE É FUNDAMENTAL PARA ESTABELECER UMA BOA CAMPANHA?


Ter em mente o estilo do grupo e ser equilibrado, para satisfazer a todos. Provavelmente você terá jogadores que gostam de batalhas, outros que gostam mais de interpretação, saber balancear tudo isso é a chave.



2- QUAL É SEU MÉTODO PARA EVITAR INCOERENCIAS DURANTE O DESENVOLVIMENTO DA HISTORIA DAS AVENTURAS?

Eu tenho por hábito deixar o jogador fazer o que acha melhor na hora, e fazê-lo arcar com as consequências de seus atos. Acho que é mais válido do que interrompe-lo e fazer uma advertência em off-game.

Após cada jogo eu repasso um email para todos do grupo, para que saibam o que considerei bom e coerente e o que considerei que podem melhorar. Tem funcionado bem.



3- EM RELAÇÃO AO ENVOLVIMENTO DOS PERSONAGENS COM A TRAMA, QUAIS SÃO OS SEUS MACETES PARA INSERI-LOS CADA VEZ MAIS NA HISTORIA?

Usar a própria história dos personagens. Criar a campanha usando os ganchos que os personagens te dão, pois não há nada mais chato do que criar uma história para seu personagem e ela ser jogada as traças. Trazer um irmão perdido, um parente distante de volta, é sempre animador.



4- VOCÊ UTILIZA DE NARRAÇÃO COMPARTILHADA? SE SIM , ESTA FERRAMENTA TRAZ AO SEU JOGO MAIOR PARTICIPAÇÃO E INTEGRAÇÃO DOS JOGADORES?

Nunca utilizei esse método, e apesar de acreditar que seriam criadas narrativas interessantes eu ainda acho que não adotaria como padrão em minhas aventuras.



5- AO PERCEBER UMA POSSIVEL FALTA MOTIVAÇÃO POR PARTE DOS JOGADORES QUE ELEMENTOS VOCÊ USA OU JÁ USOU DENTRO DA NARRAÇÃO PARA DESPERTAR O INTERESSE?

Mudar o rumo que eu seguia. Se estou em uma série combativa e vejo que os jogadores estão perdendo muito o foco, tento inserir uma cena de história e narração. E vice-versa. Quando isso não funciona é hora de todos sentarem e conversarem, para achar uma solução pro grupo.



6- COMO VOCÊ ENCARA O USO DE ACESSÓRIOS( MAPAS, GRINDS, OBJETOS..) NAS SESSÕES DE RPG?

Ferramentas muito legais, que dão outro brilho para o jogo. O mestre tem uma base melhor para suas ações, e os jogadores se sentem “mimados”, o que é ótimo.



7- A ORGANIZAÇÃO DURANTE UM JOGO DE RPG É EXTREMAMENTE NECESSARIO, POR ISSO FALE ALGUMAS DICAS DE COMO VOCE ORGANIZA OS MATERIAIS DE SEU JOGO( FICHAS DE PDMS, ANOTAÇÕES DOS PDJS...)

Eu utilizo 2 ferramentas básicas. Meu notebook e um caderninho. No caderninho eu copio dicas e fichas para uso rápido, o que agiliza bastante. Já no notebook mantenho as fichas dos NPCs recorrentes e tenho também uma planilha de controle dos personagens, com dados de vidas, pericias e outras estáticas, para não cometer uma gafe quando estou narrando e até para não acontecer aquela morte indesejada de um dos jogadores.



8- AINDA EM RELAÇÃO A CONSTRUÇÃO DE AVENTURAS E CAMPANHAS: VOCÊ GERALMENTE OBEDECE UMA ESTRUTURA MUITO PLANEJADA OU PREFERE IMPROVISAR? JUSTIFIQUE SUA RESPOSTA E EXPLANE EM POUCAS PALAVRAS SEU MÉTODO.

Eu gosto de planejar a aventura e ter toda a trama maior já criada, mas deixar as partes menores pelos personagens e deixá-los escolher seus caminhos e suas ações. Acho que torna tudo mais rico. Assim os personagens tem por missão acabar com a feiticeira anciã maligna, mas nada os impede de participar de uma viagem de uma caravana e fazer amigos durante ela. E nada os impede também de largar sua missão e ir fazer outra coisa, agora eu acredito que tudo gere conseqüências e eles vão ter que se responsabilizar mais cedo ou mais tarde. Eu gosto também de anotar eventos que eu considero importantes, que ocorrem dentro do encontro, para usar de gancho posteriormente.



9- PARA VOCÊ O QUE É SER MESTRE E O QUE TORNA BOM?



Ser mestre é ser o responsável pela diversão das pessoas, de um grupo de amigos. E é exatamente essa a parte boa, propiciar entretenimento para teus amigos e , claro, o exercício de criar. Pois é extremamente divertido criar algo e depois ver esse algo interagindo, criando vida.



10 DEIXE UM RECADO PARA OS LEITORES DO BLOG FALANDO DE RPG.



Acho que a regra mais importante para mestrar algo é DIVERSÃO, tudo que o mestre cria é para gerar diversão para ele e para o grupo. Não existe um certo e um errado para se mestrar, enquanto todos tiverem se divertindo.