quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

Poesia de Quinta: Abrakazam!

Olá senhores e senhoras! Hoje inauguramos uma nova coluna no Falando de RPG, como foi prometido no meu post de volta das férias, estaremos apresentando nas quintas feiras uma poesia para o deleite daqueles que visitam este blog, espero que gostem e não esqueçam de comentar!

Abrakazam!

Abrakazam! Falou o mago
Almejando se tornar um grande mágico
Jogando no caldeirão itens estranhos
Mexendo os dedos executando o encanto

Seu desejo era o mundo
Se tornar o senhor de todos e tudo
Mas algo na poção não estava no rumo
A magia parecia sair do prumo

Queria deixar no passado
A fama de feiticeiro atrapalhado
Se tornar enfim vilão detestado
Não ser chamado mago abobalhado

Abrazakam! Falou o mago
Nenhum efeito, o deixou irado
Jogando mais itens bizarros
Exagerou no seu arcano trabalho

Explodiu o caldeirão em cores roxas
O mago abobalhado de fato é trouxa
Sua magia, um perigo
Para ele, não para o inimigo

Abrakazam! Suas últimas palavras
Depois da explosão não restou nada
Apenas um cântico engraçado
De um horrível mago abobalhado.