segunda-feira, 12 de setembro de 2016

DICAS DE RPG: Vilões e seus Objetivos

Olá leitor e leitora! Estamos de volta com mais um post de dicas e hoje eu desejo falar um pouco sobre a relação entre vilões, seus objetivos e a importância disso para nossas histórias. Espero que gostem do post e, sem mais delongas, vamos ao que interessa. 



Uma boa história não depende apenas da construção de bons protagonistas, inclusive, acredito que um bom protagonista não tem força o bastante para carregar uma narrativa, seja ela qual for, de maneira interessante até que seja concluída. Uma boa história é dependente de bons vilões e com o RPG não é diferente. 

Mas, como podemos saber se um vilão é bom o bastante para se mostrar um instrumento valioso para nossas narrativas? Simples, devemos olhar para seus objetivos. Os objetivos do vilão, assim como aqueles sustentados pelos heróis, sãos os catalizadores para que a história tenha um combustível necessário para levar a empolgação e  ao divertimento. 

Esses objetivos do vilão são o contraponto dos objetivos do herói dentro da narrativa. Dessa maneira, o antagonista necessariamente precisa ter algum tipo de ambição, anseio ou desejo que o coloque em rota de colisão com os personagens dos jogadores. Esse desejo conflitante com os personagens dos jogadores deve levar em consideração o próprio curso de ação desses personagens. 

De certa forma, isso significa uma espécie de jornada às avessas, o vilão é antítese narrativa da tese do herói. Ele é o recurso que faz com que um herói ou um grupo de heróis, no nosso caso o grupo de personagens dos jogadores, se torne algo diferente daquilo que um dia ele era no inicio de suas aventuras. 

Assim, se o desejo dos personagens é a paz, o vilão terá por finalidade a violência; caso os personagens almejem uma vida moralmente limpa, o vilão pode arquitetar situações nas quais um tom cinzento de moralidade seja supostamente a única maneira de salvar o dia. 

Para simplificar e nos ajudar na composição dos nossos antagonistas, nós podemos considerar que um vilão e seus objetivos apresentarão, geralmente, os seguintes três pontos: (1) Ele se colocará entre o herói e seu ideal ou apresentará uma concepção de mundo moralmente contrária a sustentada pelo herói; (2) Ele desejará tomar algo valioso que está na posse do herói ou destruir sua imagem de herói; e por fim, (3) Ele se proporá fazer algo independentemente das consequências, pois os fins sempre justificarão os meios. 

Enfim, por último, poderíamos dizer que um bom jeito de pensar um vilão na hora de criá-los é refletir sobre ele como um instrumento de mudança. Bons vilões são aqueles que quando vencidos as coisas não voltam a ser como antes, mas nunca mais se mostram as mesmas. 

E para você o que é um vilão e como você pensa sobre os seus? 

Nos acompanhe também no Facebook: https://www.facebook.com/FALANDO DE RPG
Nos siga no twitter: @alvaroelisio
Torne-se nosso padrinho: https://www.padrim.com.br/FALANDO DE RPG