Pular para o conteúdo principal

Leia GRATUITAMENTE O Romance Crônicas do Espaço Selvagem




Olá pessoal! Novamente aqui estou com mais um post no Falando de RPG. Hoje, gostaria de compartilhar com vocês um pouco da segunda escrita do meu romance de ficção científica que está sendo disponibilizada por mim em duas plataformas para escritores, o Widbook e o Wattpad. 

O romance foi inspirado no cenário caseiro que estou usando em minhas campanhas de Space Dragon, trata-se de um romance planetário que conta a história de um jovem escravizado por um Império Econômico chamado Meliora. Os Impérios Econômicos são empresas multi-galácticas que controlam também o governo do universo, manipulando mundos e pessoas em prol de seus lucros. 

O romance já está com quatro partes disponíveis para a leitura, meu desejo é que próxima semana mais alguma parte possa estar publicada e postada aqui também. Enfim, espero que gostem da leitura e não deixem de comentar, pois críticas e elogios são importantes nesta jornada.

Deixo aqui um trecho do Prólogo e logo abaixo os links para leitura, até mais!

PRÓLOGO

- Onde está o garoto, Sarah?- a voz de Jeremias estava embargada e trêmula.
- O que aconteceu? Porque você está falando assim?
- Precisamos sair daqui, pegue nosso filho, temos que partir agora.

Os olhos de Sarah pesaram, suas pálpebras poderiam romper em lágrimas a qualquer momento. Jeremias havia passado dos limites. As mãos de seu marido tremiam e sua cabeça virava para os lados a cada segundo, os lábios secos eram lixados por uma língua também seca. Jeremias não conseguia nem sequer sentar, se mantinha parado como um pedaço de madeira torcido.

- Apenas me diga que não está acontecendo o que eu estou pensando Jeremias.- disse, procurando as forças no útero.
- Me desculpe Sarah. Eu não pude controlar, foi mais forte do que minha consciência. - falou seu marido, desabando em lágrimas e grunhindo como um cão sem dono.
- Você apostou nossa casa?! Onde vamos viver Jeremias, já não bastasse sermos subcidadãos e termos que nos virar com o pouco da terra e dos animais que ainda nos restam?
- Filha, me perdoe. Se eu tivesse ganho nós ficaríamos ricos, poderíamos comprar nossa cidadania, mas eu perdi...
- E agora precisaremos sair de nosso lar!- falou Sarah e as lágrimas dançaram sobre seu rosto até alcançar seus lábios, dando sabor para a amargura das palavras.

Mas, Jeremias não respondera aquelas suas palavras. Havia algo mais. Tentou imaginar o que a doença do seu marido havia de ter feito com a família, mas não conseguiu, não havia mais nada de valor, nada mais...


- Não foi a casa que eu perdi no jogo, Sarah...

CONTINUE A LER AQUI OU AQUI

Se você gostou desse ou de outros posts não se esqueça de curtir nossa página no Facebook: https://www.facebook.com/FALANDODERPG