Pular para o conteúdo principal

A Importancia dos Vilões

Todo grande herói tem um grande vilão, na maioria das histórias é assim que as coisas funcionam, as vezes não existe um grande herói, mas um mundo de heróis e um grande vilão( ex: Sauron), pois tal figura, ao menos nos padrões ocidentais, não pode faltar, graças as nossas influências inundadas de conceitos dicotomicos e cristãos, por isso pensando nestas coisas resolvi falar um pouco do que acho dos vilões e de como eu crio os meus nas minhas aventuras e campanhas.
Para mim vilões são divertidos e instigantes, pela razão de que eles são tão complexos quanto os heróis, tais antagonistas em minha humilde opinião devem ser criados para parecerem ao máximo reais no sentido de que eles devem ser palpáveis, individuos  que passem a sensação de ódio, raiva e nojo e que emanem uma presença cheia de medo, que não pareçam apenas um chefe de fase de video game, mas que demonstrem ser de fato pessoas imprevisiveis, cheias de sonhos, maquinações ,motivações e de fraquezas que podem e devem ser superadas ao longo da campanha, acredito que assim como os personagens dos jogadores evoluem vilões também devem evoluir, claro que não precisa ser apenas em termos de nivel, mas pode ser em influência, poder politico, favores e dinheiro.
Os antagonistas podem também  serem apenas pessoas que gostam de ver o circo pegar fogo, loucos que adoram fazer os outro sofrerem, acho esta ideia uma ideia um pouco fraca, contudo se bem usada ela rende que é uma beleza, o maior exemplo disso é o vilão clássico do batman,claro que falo do coringa, o palhaço de gotham não tem nenhuma missão especifica, ele apenas persegue o morcego por ele ser o seu contrário, ele se diverte com suas maldades apenas porque isso dá trabalho ao batman, porque o atrai e o faz estar mais perto dele, ele simplismente é o inverso do vigilante, o coringa é um vilão que apesar de não ter poderes e ser um humano como o batman, se tornou um mito quase um demonio, apenas  com um genial astúcia, uma dose extra de maldade e loucura, acho que tal conceito pode ser aplicado nas partidas de d&d, pensem um pouco imaginem  que os personagens tornem-se famosos e influentes em sua região tenham muitos aliados e sejam respeitados, tornando-se simbolos da ordem e do bem, mas de repente um individuo  ou um grupo aparece apenas para demonstrar a falencia dessa pureza dessa ordem e do bem, ou seja, pessoas destinadas a colocar fogo no circo e ver todo um ideal se tornar cinzas, pessoas que dedicam o seu tempo a destruir uma imagem e uma sensação conquistada e construida pelos herois, pessoas que perseveram na tentativa de sujar a bondade dos outros.
Mas, vilões podem ser pessoas invejosas pessoas que veem nos sonhos dos outros os seus próprios sonhos eles podem desejar a espada mágica do guerreiro lendário, o a virgindade da princesa prometida do rei, eles podem destruir vidas apenas por acharem que aquelas vidas são mais agraciadas do que a deles, um exemplo bem descrito sobre isso é a história de Caim e Abel, acho que todos conhecem, mas se por ventura alguém não conhecer bem a biblia ensina e narra muito bem.
Como podem ver vilões assim como heróis podem ter diversas motivações e inumeros comportamentos, sei que não abordei todos os aspectos de um vilão,pois em um unico post não daria para falar sobre tudo espero que este curto ensaio tenha ajudado a vocês, quando o relapse de inspiração voltar e o tema estiver flutuando em minha mente eu prometo que escreverei algo novamente, por favor senhores e senhoras comentem
um forte abraço!