Pular para o conteúdo principal

Atributos Interessantes para Jogadores: A perspicácia

De acordo com o dicionário perspicácia pode ser entendido como a compreensão das coisas por simples indícios, ou seja, a capacidade de observação e percepção da totalidade e profundidade dos fenômenos quando estes apenas apresentam de si nuances    do que  são.
Tal atributo é muito especial e quando usado de maneira útil bem eficaz, mas por qual razão eu resolvi escrever um post sobre tal qualidade? A resposta de tal pergunta é simples, acho que essa característica deveria ser mais trabalhada entre os jogadores de RPG, pois através de seus uso as peculiaridades das aventuras poderiam ser tornar bem mais evidentes e consequentemente bem mais especiais.
Refletindo sobre esse argumento assim chegamos a algumas perguntas centrais: O que de fato significa ser um jogador perspicaz? Como tornar-se mais perspicaz? Porque e para que usar tal qualidade na  mesa de jogo?
Bem começando do início o que para mim faz de um jogador um jogador perspicaz é sua capacidade de investigação dos detalhes, sua percepção em relação as palavras que o mestre narra da história, ou seja, um individuo que garimpa, de acordo com a luz emanada da descrição do narrador, as profundezas daquilo que está ocorrendo.
Dessa maneira a preocupação não está primeiramente no anseio do próximo combate onde  se poderá usar o novo ataque diário ou o novo item mágico, a preocupação estará muito mais ligada a trama como um todo, ou seja, como cada uma das ações  irão repercutir na dinâmica de toda a trama o que aquele encontro social ou físico trará como auxílio ou adversidade a crônica, garantindo assim decisões mais maduras que não colocam em risco nem o personagem nem muito menos a campanha.
Para tornar-se mais perspicaz acho que o primeiro caminho é exercitar a percepção olhar de maneira diferente da habitual para  o que é descrito pelo narrador, ver nas entrelinhas é uma grande oportunidade para evitar combates desnecessários descobrir segredos e também poupar esforços e vidas, ou justamente o contrário entrar em combate mais cedo e acabar com mais vidas mais rapidamente, resumindo o primeiro caminho é a atenção.
o Segundo eu acredito que esteja na argumentação, um bom observador logo descobrirá que poderá através daquilo que observa construir bons argumentos que podem colocar seu personagem em posição vantajosa e algumas vezes o mestre em maus lençóis, sendo atento e também dominando a argumentação você vai poder melhorar seu jogo de diversas maneiras tanto em on quanto em off, através de uma vigilância maior para com seu narrador que terá de se esforçar para não cometer pequenos erros na trama e também utilizando das palavras do Pdms, das descrições e coisas do tipo dentro do jogo.
Agora respondendo a ultima questão a razão do  pela qual é interessante o uso dessa qualidade é a possibilidade de aprofundamento que ela possibilita, pois com a atenção redobrada tanto para a totalidade quando para as peculiaridades que podem ser encontradas dentro da fluidez da campanha pode-se imergir dentro de uma riqueza de detalhes e complexidades bem interessantes, tornando a história menos linear e mais densa, sei que muitos preferem histórias mais simples  que não requerem uma grande atenção, mas ao menos para mim histórias que me surpreendem e me fazem quebrar um pouco a cabeça são as mais interessantes e mais memoráveis também, porque para mim essa é a real graça do RPG, um hobbie desafiador.
 Outra coisa que eu gostaria de frisar é a ajuda que jogadores perspicazes trazem ao mestre, pois este se instiga nas suas descrições se motiva para inserir na trama reviravoltas e mistérios que precisarão de esperteza e sagacidade para serem resolvidos, além claro que ter bons vigias, ou seja, amigos que através de suas percepções o auxiliarão a manter a coesão e o fluxo da crônica de uma maneira racional e prazerosa.

Espero que tenham gostado! Um forte abraço e me falem o que vocês acham do assunto?