Pular para o conteúdo principal

Reporte de Sessão Madrugadão: Aventura o Zepelim - Cthulhu Dark

Olá senhores e senhoras! Mais uma tarde se chega e com ela mais um post no Falando de RPG, dessa vez eu trago até vocês o reporte do madrugadão de RPG que rolou, o sistema jogado foi o Cthulhu Dark, vocês podem encontrar mais informações logo abaixo em um link que deixarei, e a aventura que jogamos foi bolada pelo Tio Nitro, chamada o Zepelim e foi  originalmente planejada para o sistema Storytelling, mas  eu adaptei-a de maneira facílima para Cthulhu Dark e posso dizer de antemão que foi um sucesso, então vamos ao reporte, contudo antes Deixo os links  da aventura e das informações sobre o Cthulhu Dark:

Aqui está o link das informações do Cthulhu Dark: Cthulhu Dark Jogo de RPG
Aqui está o link da aventura o Zepelim: Aventura Cthulhu O Zepelim.
Aqui está o reporte em pdf, pois o post ficou muito longo: PDF da aventura

Os Personagens

Hanz Smith: Filho de um alemão com uma americana, este misterioso homem tem como ocupação a perigosa profissão de um caçador de recompensas.
Versentine D´la Coste: Intelectual renomado, professor de Biogeografia da Universidade de Paris, convidado pela  Prof. Dr. Martha Ivanovisk da Universidade de Mikatonic para coordenar uma pesquisa em Los Angeles sobre estranhos sinais, que remetem a uma criatura desconhecida.

Proposta da Aventura: Nessa aventura, os personagens testemunharão terríveis acontecimentos, que desafiarão sua sanidade e suas mais profundas crenças, eles estarão no meio de uma batalha travada por dois seres interestelares, será que nossos heróis sobreviverão?


Resenha da Aventura: No primeiro momento, os Pjs se introduziram na aventuram falando quem eram, o que faziam e o por qual razão estavam no Zepelim, sendo assim, ficamos sabendo que Hanz Smith tinha um cliente, que havia marcado a reunião no Zepelim; e ficamos cientes que D´la Coste estava de viagem juntamente com a sua companheira professor Martha para Los Angeles, no intuito de investigar os estranhos sinais que remetem a um novo tipo de fauna.
Após esse momento introdutório tivemos o discurso do Cap. Hugo na presença de todos os passageiros, neste discurso houve a apresentação dos tripulantes e uma declaração, bastante exitada,  cheia de agradecimentos  a todos que estavam participando da viagem inaugural de sua empresa, houve também um pequeno pedido de desculpas pela desconfortável situação do preparo para a viagem, preparo este que teve entre suas atividades uma bateria de exames, incluindo um exame de sangue.
Logo em seguida os Pjs interagiram com o resto dos passageiros, Smith conheceu seu cliente e com isso sua próxima missão, que seria roubar um antigo artefato egípcio destinado a exposição no museu de Los Angeles; D´la Coste por sua vez conversou com Martha que lhe apresentou um colega de trabalho na universidade o Dr. Prof. James Starkwater, eles conversaram um pouco sobre suas áreas de trabalho, D´la Coste desmereceu um pouco os estudos sobre mitologia do professor, que nada fez além de esboçar uma expressão do tipo "você não sabe o que diz rapaz".
As horas se passaram e o jantar ocorreu, nele Smith resolveu paquerar uma professora de piano, enquanto isso, Prof. James, Martha e D´la Coste conversavam, no final do jantar Smith não conseguiu nada além de um gracioso sorriso e D´la Coste recebeu de Martha algumas fotos que revelavam sinais sobre o misterioso caso Los Angeles.
Na madrugada que se sucedeu uma tragédia ocorreu, Martha Ivanovisk se suicidou enforcando-se, assim que amanheceu a notícia se espalhou pelos passageiros; e perplexo D´la Coste foi ao local da morte( o quarto da pesquisadora) e exigiu explicações e uma investigação, com ele também estava o Prof. James Starkwater visivelmente transtornado com o ocorrido, ainda estavam na sala Smith e mais algumas pessoas, dentre estas dois tripulantes e o Cap Hugo que comprometeu-se a investigar e tomar os procedimentos legais.
Observando os dois professores( D´La Coste e James) Smith se aproximou e se ofereceu como companhia para o resto do dia, com a resposta afirmativa de ambos, Smith os seguiu e foi convidado pelo Prof. James para uma conversa, juntamente com D´la Coste, à portas fechadas em seu quarto, pois este teria algo a dizer sobre o motivo de sua viagem e o suposto suicídio de Martha; contudo, quando este iria começar a revelar o seu segredo, relacionando o Cap. Hugo, o suicídio e o diário de um amigo desaparecido, chamado Carl Dreadstone, ele simplesmente vira pó definhando em agonia e desespero.
Depois da terrível experiência D´la Coste e Smith saem do quarto quase enlouquecidos;entretanto, em meio ao nervosismo eles ainda conseguem reunir alguns dos pertences do Prof. James, e saem assim do quarto. Logo em seguida, Cap. Hugo toma ciência da misteriosa morte de Prof. James e passa uma ordem expressa a sua tripulação que não permita nenhum dos passageiros saírem de seus aposentos.
Já nos aposentos de Smith, D´la Coste e seu inesperado aliado investigam os pertences de Prof. James e acham entre esses o diário de seu amigo Carl, lendo eles descobrem sobre o milenar e sideral conflito entre Ythianos e Pólipos Flutuantes, além disso, ficam sabendo de outra criatura encontrada Shoggoth que foi encontrada por Carl em Machu Pichu. Em meio a essas informações, alguns escritos do Prof. James revelam a verdadeira identidade do Cap. Hugo, que nada mais é do que um Ythiano disfarçado tentando voltar no tempo para acabar com os Pólipos Flutuantes jogando o Shoggoth nas cavernas onde eles foram presos, ainda quando o mundo era jovem. Além disso eles descobrem que a morte de Martha não foi um suicídio, mas uma indução mental do Ythiano.
Começa no céu uma tempestade terrível, no quarto Smith e D´la Coste discutem a veracidade das informações, contudo a discussão é interrompida por D´la Coste que inexplicavelmente começa a tentar se matar jogando a cabeça na parede e apertando o próprio pescoço, por sorte Smith o domina e o faz se acalmar, quando o biogeógrafo explicava que uma força havia tomado sua consciência, um grito interrompeu sua explicação, ainda fraco D´la Coste ficou no quarto, mas Smith foi ao corredor investigar o que havia ocorrido.
A visão que Smith teve não foi nada boa, ele viu uma mulher segurando um canivete contra o pescoço e chorando, antes que o caçador de recompensas pudesse fazer algo a mulher cortou sua garganta, aproximando-se do cadáver e olhando a esquerda Smith entrou em delírio e sai correndo desesperadamente, pois seus olhos foram testemunhas de uma cena horrenda, duas crianças se suicidando com as próprias mãos, no brutal ato de perfurar e abrir as próprias gargantas.
Em meio a sua corrida Smith é percebido por quatro tripulantes que prontamente iniciam uma luta conta ele; contudo, para piorar a situação do caçador de recompensas os quatro indivíduos se transformam em monstruosidades deformando-se e revelando cada um quatro tentáculos, diante desse desafio Smith é derrotado e levado para a sala do Cap. Hugo.
No quarto D´la Coste foi abordado por uma terrível criatura, um Pólipo Flutuante que tentou sugar suas forças, no entanto D´la Coste, apesar de todo o seu sofrimento resistiu aquele horror alienígena, que posteriormente o revelou toda a situação e propôs um pacto, no intuito de impedir os planos do Ythiano.
Sem esperanças D´la Coste aceitou e assim ficou sabendo da condição de seu aliado Smith, do início do ritual e da finalidade das mortes como combustível para o retorno temporal; além das inscrições que impediam a entrada do Pólipo Flutuante na sala do Cap. Hugo, dessa maneira sua missão seria apagar as inscrições feitas com giz presentes na porta e permitir a entrada do Pólipo, contudo antes de seguir, transtornado e em delírio pelas terríveis experiências D´la Coste inicou um pequeno incêndio no quarto, que logo começou a se espalhar rapidamente.
Chegando na porta da sala do capitão e apagando as inscrições ythianas, D´la Coste permite a entrada do Pólipo na sala do Cap.Hugo, o ythiano, disfarçado de Hugo,  se vê forçado a parar o ritual para enfrentar o Pólipo Flutuante, D´la Coste é cercado por adversários, mas acaba vencendo sofrivelmente a luta, graças a sua habilidade de esgrima e pedaço de madeira, neste momento Smith acorda e consegue se soltar de onde estava preso, acabando também com alguns tripulantes que tentavam impedi-lo, tendo como resultado um braço quebrado.
Os dois assim seguiram para a sala dos paraquedas deixando o Pólipo Flutuante consumindo o Ythiano; contudo, ao chegarem descobriram  que havia apenas um paraquedas funcionando, com isso D´la Coste colocou o paraquedas e segurou Smith, assim eles pularam do Zepelim; mas, Smith não conseguiu se segurar e debilitado pelos ferimentos acabou relutantemente soltando-se e assim caindo para a morte. D´la coste então gritou o nome de seu amigo que foi ao encontro da morte, o Zepelim explodiu levando as provas de tudo que ocorreu e o resto dos passageiros, por fim D´la Coste estava psicologicamente abalado, perdido, contudo temporariamente salvo.


Minhas Conclusões: Bem, foi a primeira vez que narrei um RPG indie e eu adorei, foi simples e bastante narrativo do jeito que procurava, a aventura foi ótima e correspondeu as minhas expectativas, as cenas fortes fizeram os jogadores ficarem nervosos e perplexos, o que rendeu um clima bem interessante, no fim das contas o que posso dizer é que eu adorei!