Pular para o conteúdo principal

RESENHA Espadas & Punhais pelo Blog Mundos Colidem

Olá pessoal, hoje estou aqui para postar o resultado do playtest do RPG Espadas & Punhais feito pela galera do blog Mundos Colidem. Eles fizeram uma resenha apontando as impressões do grupo sobre o jogo e como não poderia deixar de ser, o texto será reproduzido aqui na íntegra. Então, sem mais delongas...





Hello cambada, aqui quem fala é o Tretomancer Nicholas novamente; agora estamos aqui pra falar de um RPG brazuca  e em fase de testes chamado Espadas & Punhais, do autor Álvaro Botelho. Você pode baixar uma cópia gratuita em PDF clicando aqui.
O sistema usa dados de seis faces (D6 pros íntimos), sendo três para construção de personagem e dois para as rolagens de teste durante o jogo. E&P tem quatro atributos: Força, Agilidade, Espírito e Porte — gerando subatributos que ele chama de Vitalidade, Esperança, Combate Ativo e Passivo, Armadura, Iniciativa e Movimento. As raças básicas de jogos medievais estão presentes, como elfos, anões, halflings e humanos, cada um com seus benefícios — além das classes básicas Guerreiro, Clérigo, Gatuno (ladrão) e o Mago.
Um Resumo do Sistema
A construção de personagens é feita rolando-se 3d6 para cada atributo e retirando o dado de resultado mais baixo. A partir daí o jogo usa somente 2d6 para atacar e fazer testes. Cada classe pode escolher um talento no inicio do jogo e comprar outros depois com “pontos de evolução”. Enfim, um RPG medieval — que eu conheça — no qual não há níveis.
As magias são um diferencial no jogo — começo dizendo que no jogo ela é conhecida como Fogo Secreto, a energia abstrata que rege todas as coisas. Existem 3 tradições mágicas que estudam essa energia: Tradição de Inflição, Tradição de Benção e a Tradição de Maldição, cada uma com seu Paradoxo (que adiciona efeitos diversos para simular a aleatoriedade dessa energia).
As ações no jogo são duas, ação mínima e ação padrão e os testes são Jogadas de Atributo ouJogadas de Combate, onde existem a Vantagem e a Desvantagem — onde um é rolado com um dado a mais e se escolhem os melhores ou os piores resultados.
Os monstros lembram os do Dungeon World, bem resumidos e com atributos próprios.
Meu Parecer Sobre o Sistema
Apesar de alguns erros de gramática e faltar alguns textos no playtest (claro que não seria tudo perfeito, pois é umplaytest ainda), E&P foi satisfatório. Na aventura que rolei para esse playtest — onde os jogadores teriam de adentrar a floresta e matar dois gigantes numa caverna na montanha — surgiram alguns problemas, devido à demora na busca das tabelas e da abstração na magia. Eu e os jogadores também sentimos falta de um limitador (as tradições e seu paradoxo não foram o suficiente), mas nos sentimos confortáveis com o resto do sistema, sem testes demorados com cálculos.
Espero que esse sistema vingue e o povo se divirta com ele.
Bom é isso galera, até a próxima.