Pular para o conteúdo principal

Reporte de Campanha: O Segredo do Príncipe

Olá pessoas! Hoje venho trazer mais um relato da campanha o Enviado de Deus, neste reporte vocês poderão acompanhar o que se passou em uma curta aventura de apenas um sessão,aventura esta, que apesar de curta revelou um segredo interessante e apresentou um novo elemento, no mínimo curioso, para a história.
Antes de começarmos relaciono logo abaixo todos os episódios dessa campanha, já que possa ser que algum dos leitores não tenha tido a oportunidade de acompanhá-la do começo

Primeiro Arco
Torre da Feitiçaria parte 1
Torre da Feitiçaria parte 2
Torre da Feitiçaria parte final
A Festa dos Heróis parte 1
A Festa dos Heróis parte final

Personagens:

Gimli (Luandy): Um jovem e rabugento anão guerreiro, que abandonou sua terra por vontade própria, depois que o seu mentor, um poderoso general, foi humilhado por um outro general anão que tomou o seu lugar. Desde esse tempo, ele seguiu à procura de situações que mostrasse ao mundo o seu valor.

Vulkaine (Eduardo): Uma maga humana órfã e filha de magos, descendente de uma linhagem  antiga, estudante de magia nas horas vagas; trabalhadora e moradora de uma taverna para sobreviver. Uma jovem franzina, porém inteligente, a espreita da oportunidade de situações que a levem a mais conhecimento dos estudos arcanos e dos mistérios que cercam sua família.

Icarus (André): Guerreiro humano  que por contestar o comportamento homicida do seu rei desertou do exército, tornando-se confrontador das atitudes reais e um grande opositor da monarquia, o que fez com que ele se tornasse um suspeito de traição. Ameaçado de morte, exilou-se e se tornou   um  errante pelos confins da terra.


Beren ( Sandino): Um elfo errante em busca de respostas para o extermínio de sua tribo, seu principal objetivo é a recuperação do grande tesouro do seu povo, uma antiquíssima joia possuída por estes elfos há gerações.





Proposta da Aventura: Como nem todos os jogadores puderam aparecer esta aventura teve como objetivo, revelar alguns segredos, interligar personagens do mestre que ficaram meio soltos e entrosar parte do grupo dos jogadores, desenvolvendo de uma maneira alternativa a trama.

Resenha da aventura: Os personagens estavam no meio da floresta e haviam liberado o filho do finado barão deixando-o ao relento sem armas ou vestes. Mas, enquanto caminhavam Icarus revelou algumas coisas sobre Cezarius, declarações que fizeram os personagens se arrependerem de ter abandonado o garoto de maneira tão prematura.
Icarus revelou que o filho do barão mal conhecia o pai, que permanecia pouco tempo em sua companhia ou em Lult, que se lembrava pouco de sua vida e era acometido por longos períodos de sono inexplicáveis, além disso, as runas tatuadas em seu corpo eram um grande mistério, pois não lembrava de onde e quando haviam sido feitas.
Logo após essa conversa, um enorme urro foi ouvido na direção que Cezarius seguiu, diante disso, Icarus e Beren seguiram o tenebroso grito, separando-se do resto grupo e indo talvez em resgate de Cezarius, mas certamente para saber o que aquele urro significava.
Caminhando, o elfo e o humano seguiram uma trilha aberta por pegadas monstruosas, depois de um bom tempo eles deram de cara com uma pequena cabana usada por caçadores de Lult. A cabana estava toda aberta com sinais de um entrada abrupta e agressiva de algo muito grande, coincidentemente as pegadas animalescas seguiam para dentro da casa.
Ao investigarem a casa, Beren e Icarus apenas veem uma série de corpos mutilados e muito sangue espalhado pelo chão, seguindo os rastros da misteriosa criatura que assassinou os caçadores, o elfo e o humano são levados a continuar seu caminho pela mata fechada, até por fim chegar em uma clareira de tamanho médio.
Nesta clareira, por trás de um conjunto de rochas perceberam a criatura e depois de momentos exitantes  uma luta mostrou-se inevitável, sendo assim, logo as espadas foram desembainhadas e o metal das lâminas encontrou a carne da criatura, que sem demora usou de seus dentes e garras para se manter viva e levar os aventureiros ao chão.
Após um terrível combate, regado a suor e sangue, cheio e manobras de espada e engalfinhadas profundas, a fera tombou moribunda, mas não sem deixar Icarus ferido e Beren escoriado. Antes de morrer, a tenebrosa criatura se transmutou no próprio príncipe Cezarius, agradecido o nobre revelou ser um amaldiçoado e afirmou que talvez haja mais pessoas como ele espalhadas pelos confins da terra  dominadas até um passado recente pelo seu falecido pai.
Intrigados com a informação Beren e Icarus voltam para o grupo e seguem com o resto dos heróis  por um período razoável até chegarem as antigas terras de Beren, lá todos descobrem que as terras não estão mais desabitadas e que o fogo está novamente vivo e a fumaça negra corrompe as árvores e sua beleza selvagem, os orcs e globins estão de volta maculando novamente o que antes foi morada élfica, não mais apenas com a intenção de saquear, mas aparentemente para fixar uma morada permanente, uma morada que exibe o símbolo maculado da seita que o próprio barão fazia parte, os discípulos do enviado de Deus.

Minhas conclusões: O jogo foi bem curto, entretanto extremamente proveitoso, deixei Sandino, o jogador intérprete de Beren, bem animado com a chance de esmagar alguns orcs. Ligar Cezarius a história de uma maneira mais coerente foi bem interessante, pois proporcionou ainda a jogada de alguns ganchos que muito servirão no futuro. Fora isso, relacionar os orcs e a misteriosa seita que o barão e o mago Iscar faziam parte deixou no mínimo os jogadores intrigados e ansiosos para descobrir o que de fato está ocorrendo. Enfim foi muito divertido!